"In your brown eyes

I walked away

In your brown eyes

I couldn't stay"

Sábado, 20 de Março de 2010

Only By The Night

Hey!

Ainda bem que estão a gostar :DD

Beijinhos

 

 

7º Capitulo
1 semana depois…
- Tenho de procurar um emprego. – Kim trincou a tosta mista e deu um gole no batido. Vendo a chuva cair e resvalar pelas vidraças da pastelaria.
- Pois tens. Não te vou pagar o apartamento. – Atirou de relance.
- Hey! Tem calma, também não quero que me pagues nada. Sou independente.
- És mesmo? – Comeu o bolo – Desde que aqui chegámos o teu telemóvel não pára de vibrar. – Apontou para o objecto que rodava em cima da mesa.
Kimberly rangeu os dentes e bufou irada. Os pais não desgrudavam de si. Começava a sentir-se intimidade e uma totó perante os novos amigos. Talvez… saloia.
- Não vais atender?
- Não sei. – Apoiou os cotovelos na mesa.
Pegou naquele pequeno objecto que ainda vibrava impacientemente à espera de ser atendido. Revirou os olhos ao ver “Mãe” escrito no visor. Será que nem agora que estava longe podia ter liberdade? Provavelmente hei-de ser velhinha e eles ainda me chateiam, resmungou para consigo própria.
- Que chatos! – A morena rabujou atirando o telemóvel para dentro da sua bolsa, ignorando completamente a chamada.
- Eu acho que já me tinha dado uma coisa, se tivesse uns pais assim. – Mia comentou enquanto bebia do seu galão.
- Acho que estou bem à beira disso. – Comeu o resto da tosta. – E a escola começa já depois de amanhã! – Exclamou aflita. Tinha de arranjar um trabalho o mais rápido possível. – Passa-me aí esse jornal. – Pediu apontando para a mesa vazia atrás da amiga.
A loira virou-se ligeiramente para trás e pegou no jornal, voltando a virar-se para a frente e entregando-o à mais nova.
- Por aqui é difícil arranjar trabalho, mas pode ser que tenhas sorte. – Falou enquanto a observava a abrir o jornal, procurando então as páginas de anúncios de empregos.
Kimberly tirou uma caneta vermelha da mala e levou-a à boca, deslizando o indicador pelos diferentes anúncios de emprego. Desenhava uma enorme bola em volta do que lhe interessava, até que parou, incapaz de conter um riso.
- O que foi? – Mia espreitou para onde a amiga apontava.
- Vou para stripper. – Gozou.
- Olha que não ganhas mal. – Disse, encostando-se por completo à cadeira.
A mais nova abanou a cabeça em tom negativo, sorrindo como sempre sorrira. Kim respirava liberdade e isso estava a agradar-lhe imenso.
Apontou os números de telefone na sua agenda, enquanto trincava e mastigava o seu pão torrado e deu um longo trago no batido, saboreando-o ao pormenor.
Ela podia cantar na rua, enquanto tocava na sua viola. Podia fazê-lo, mas tinha vergonha, medo de ser molhada e criticada por uma péssima voz ou baixa coordenação. Ela não o iria fazer. Queria cantar, mas não podia. Não queria ser gozada numa cidade onde não pertencia e que passara a ser – recentemente – o seu lar.
- O que é feito dos teus amigos? – Guardou o jornal na mala castanha e acabou de comer, segurando a palhinha entre os dedos. – Nunca mais apareceram… - Comentou em vão.
Mia riu. – Trabalho. – Massajou as têmporas. – O senhor Hans não os perdoa. – Gargalhou. – E depois têm a vidinha deles…
*
- Vou trabalhar. – Mia anunciou enquanto acabava de vestir o seu casaco e punha uma mala com a roupa que ia usar naquela noite ao ombro. – Encomenda pizza, ou algo assim para jantares. – Recomendou. Pegou nas suas chaves e saiu assim que recebeu um “Sim” como resposta, vindo de Kim.
Kimberly suspirou e levantou-se do sofá onde se encontrava a olhar a televisão apagada.
Dirigiu-se lentamente para a varanda da sala, agasalhando-se com o seu casaco e respirando o ar puro e fresco da noite.
Tossicou propositadamente para aclarar a voz e debruçou-se sobre o gradeamento. Aos poucos num timbre a princípio tímido e hesitante uma leve melodia começou a sair dos seus lábios.
“I'm tugging at my hair
I'm putting at my clothes
I'm trying to keep my cool
I know it shows
I'm staring at my feet
My cheeks are turning red
I'm searching for the words inside my head
I'm feeling nervous
Trying to be so perfect
Cause I know you're worth it
You're worth it
Yeah
If I could say what I want to say
I'd say I want to blow you away
Be with you every night
Am I squeezing you too tight?
If I could say what I want to see…”
De repente, um barulho estranho vindo do lado de fora da porta do apartamento, fez com que ela interrompesse de imediato a sua cantoria e olhasse rapidamente para dentro da sala; começou a ficar assustada.
O seu ritmo cardíaco acelerou e adrenalina percorreu-lhe o sangue de imediato. Respirou sofregamente e avançou, receosa, até ao interior do apartamento. Agarrou na jarra que estava na estante e, foi para a porta, abrindo a porta rapidamente e lançando a jarra para o vulto.
Kim apenas teve tempo de ver um enorme braço tapar o rosto do desconhecido, e, o mesmo a recuar.
Os vidros brancos estilhaçaram no chão, acompanhados por pequenos fragmentos quentes e salgados do sangue do individuo.
- Oh não! – Ela levou as mãos à boca ao ver quem se tratava e, um misto de ferrugem, quente e escorregadio tocou nos seus lábios. Desviou as suas mãos e pode ver que também sangrava. – Eu… Desculpa! – Lançou-se para o rapaz, que continuava meio zonzo e incrédulo com aquela recepção. – Entra! – Puxou-o para dentro de casa e fechou a porta, com cuidado para não esmagar os vidros com os pés.
Encaminhou Tom para o sofá e sentou-o, ajudando-o a despir o casaco.
- Eu nem sei como isto aconteceu. – Tirou a viola do de tranças dos seus pés e pousou-a na mesa. – Foi sem querer… - Tentava tocar-lhe, mas não sabia o que fazer, ele parecia calmo. Calmo de mais. E pior, não se pronunciava, simplesmente agia. – Não tinha intenção em magoar-te. Pensava que era algum ladrão.
E, foi então que Tom gargalhou roucamente, gemendo logo de seguir. Atirou o casaco para o braço do sofá e mirou o seu cotovelo e antebraço, mais magoado.
- Vou buscar a mala de primeiros socorros. – Levou a mão à boca, comprimindo o seu sangue.

14 comentários:
De carlotakaulitz a 20 de Março de 2010 às 16:47
Estava a ver que ficava-mos sem o Tom,coitado com uma recepção daquelas eheheh lol.
KussesImage


De • Smartie a 20 de Março de 2010 às 16:26
*ww*


De • Smartie a 20 de Março de 2010 às 16:26
muahahahh >D
vou ler ^^


De • Smartie a 20 de Março de 2010 às 16:35
omg..não me digam que ela vai mesmo para stripper! =O
ahahahahahah xDDD
e o final..OMFG! O.O
ela espetou com uma jarra em cima do tommy, tadinho..a miúda é louca x')
quero mais *.*

beijinhoo*


Segue o exemplo ^^

Autoras:

Pesquisar:

 

Recente:

Only By The Night

Only by the night

Only by the night

Only By The Night

Only By The Night

Only By The Night

Only By The Night

Only By The Night

Only By The Night

Only By The Night

Arquivos:

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Fic's:

Only by the night

Marie

Blood

Quando eu crescer II